top of page

APLV: Um Olhar Atento para os Primeiros Meses de Vida


Imagem: Pexels

1. Introdução

Nos primeiros meses de vida, a Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV) pode ser uma condição desafiadora tanto para o bebê quanto para a mãe. Particularmente em bebês amamentados, a APLV exige uma atenção especial à dieta da mãe nutriz, pois as proteínas do leite de vaca podem ser transmitidas ao bebê através do leite materno. Enquanto os bebês que mamam fórmula, a escolha da fórmula adequada é essencial.

2. Sintomas em Bebês Amamentados

Os sintomas da APLV em bebês amamentados frequentemente incluem cólicas, irritabilidade e desconforto abdominal. Um sinal preocupante e relativamente comum é a presença de pequenas rajadas de sangue nas fezes do bebê, que pode indicar uma reação alérgica mais grave. Outros sintomas podem incluir diarreia, constipação, eczema ou outros problemas de pele.

3. Dieta da Mãe que amamenta

Para mães que amamentam bebês com APLV, é fundamental eliminar completamente o leite de vaca e seus derivados de sua própria dieta. Isso reduz a chance de as proteínas do leite de vaca serem transmitidas ao bebê através do leite materno. Além disso, a mãe deve garantir que sua dieta seja nutricionalmente equilibrada para manter a própria saúde e a qualidade do leite materno.

4. Fórmulas Infantis para Bebês Não Amamentados

Para bebês com APLV que não são amamentados, é vital escolher uma fórmula infantil adequada. A maioria das fórmulas comuns é baseada no leite de vaca, o que pode ser problemático para bebês com APLV. Fórmulas hipoalergênicas, como as à base de proteínas extensamente hidrolisadas ou fórmulas à base de aminoácidos, são projetadas para minimizar os riscos alérgicos. Estas fórmulas quebram as proteínas do leite de vaca em partes menores, reduzindo assim a probabilidade de desencadear uma resposta alérgica.

5. Escolha da Fórmula Especial

A escolha da fórmula especial deve ser feita sob orientação médica. Estas fórmulas são projetadas para fornecer nutrição completa para bebês, enquanto evitam os componentes que podem causar reações alérgicas. É importante que os cuidadores leiam os rótulos com atenção e sigam as recomendações do pediatra.

6. Diagnóstico e Acompanhamento

O diagnóstico da APLV em bebês amamentados envolve uma análise cuidadosa dos sintomas e, em alguns casos, uma avaliação médica detalhada. Pode ser recomendado um período de exclusão do leite de vaca da dieta da mãe, seguido de observação dos sintomas do bebê.

7. Cuidados e Precauções

Os cuidados incluem uma monitorização rigorosa dos sintomas do bebê, especialmente após as mamadas. Mães devem ser orientadas sobre os sinais de reações alérgicas graves e procurar assistência médica imediatamente se suspeitarem de qualquer complicação. A introdução de novos alimentos na dieta da mãe deve ser feita com cautela, sempre observando possíveis reações no bebê.

8. Conclusão

A APLV em bebês amamentados requer uma atenção especializada e cuidadosa tanto para o bebê quanto para a mãe. Com o manejo adequado da dieta da mãe e monitoramento contínuo dos sintomas no bebê, é possível gerenciar a APLV de forma eficaz, garantindo um desenvolvimento saudável e confortável para o bebê nos seus primeiros meses de vida.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page